COSMOPOLITAN  (22.12.2023) – Quando entro na minha entrevista no Zoom com a Glen Powell, a estrela de “Anyone But You”, me deparo com o divertido e charmoso nome “Glenjamin Button.” Isso parece ser perfeito para o ator de 35 anos, que passa a maior parte da nossa chamada oscilando entre seu humor auto-depreciativo (ele me perguntou o que eu iria fazer essa noite, e quando disse que iria praticamente só conversar com ele, ele disse “Eu espero que você tenha planos melhores depois disso!”) e uma auto-reflexão intensa. 

 

Essa é, na verdade, a terceira vez que entrevistei o Glen. A primeira foi no dia 4 de março de 2020. Passamos uma meia hora incrível falando sobre “Top Gun: Maverick”, apenas para o mundo parar completamente uma semana depois por causa da pandemia da COVID-19. Quase dois anos depois, nós refizemos a ligação para coincidir com o lançamento do filme, mas ainda foi antes de ele realmente sair. Foi um momento feliz no qual nenhum de nós poderia ter imaginado o tamanho do hit de bilheteria que teria sido, e o quanto ele teria subido nas listas de “Mal posso esperar para ver o que ele faz depois” de todo mundo. A vida dele mudou drasticamente desde então, e ele ainda está se ajustando a tudo. (Mas você ficaria feliz de saber que ele ainda é tão charmoso quanto antes pelo telefone.) 

 

O bom para todos é que ele está usando seu novo poder de estrela para o bem: trazer de volta as comédias românticas. Nós fizemos com que ele refletisse sobre seu amor pelo gênero, por que ele espera estar um pouco mais vestido em seu próximo projeto, e com o que sua vida romântica se parece agora que ele é, tipo, uma pessoa famosa. 

 

Começando com uma grande questão existencial: como você se sente sobre o estado atual das comédias românticas?

 

As rom-coms agora estão mais nos streamings, e está tudo bem, mas acho que isso tira a experiência cinematográfica onde não apenas compramos isso como comidas de conforto. As rom-coms de quando eu e você estávamos crescendo, eram filmes realmente ótimos. Eu assisti “My Best Friend’s Wedding” o outro dia e é tão divertido. São coisas assim, quando você não está fazendo uma comédia romântica apenas porque o gênero precisa de mais um pedaço do algoritmo, mas realmente fazendo com cuidado e se importando com o que está fazendo. 

 

Eu mencionei aos meus colegas da Cosmo que iria te entrevistar, e meu colega de trabalho queria que eu te passasse uma mensagem: “Não é uma pergunta, mas diga ao Glen que o mundo vai começar a se curar quando ele fizer outra comédia romântica com Zoey Deutch.” Você poderia responder? 

 

O mundo vai começar a se curar. Eu adoro esse nível de pressão. Quero dizer, confie em mim, eu vejo Zoey regularmente. Eu vi a Zoey no último final de semana. Não tenha dúvidas, Zoey e eu estamos tentando descobrir alguma coisa. Zoey e eu nos divertimos muito fazendo aquele filme. Química não é um problema entre nós. Então, estamos tentando descobrir. Mas, espero que o mundo se cure rápido. Estamos tentando. 

 

Ótimo vou dizer isso a meu colega. Quem mais você adoraria ver numa rom-com? 

Estou trabalhando com a Daisy Edgar-Jones agora, e ela é muito engraçada. Estamos fazendo “Twisters” juntos, e eu brinco que literalmente metade do filme sou eu chorando de rir ao lado dela numa caminhonete, tentando me recompor para a câmera. Ela iria arrasar em uma rom-com. Se algum estúdio está lendo isso, deem uma rom-com a Daisy.

 

Ah, ela seria ótima. Mudando um pouco de assunto, como você se sente ficando quase pelado para um ensaio fotográfico para a Cosmo? 

 

Estou chegando num ponto em que eu talvez tenha mostrado muita pele ao mundo em pouco tempo. Eu realmente me mostrei demais muito rápido. Preciso pisar no freio um pouco. Então, você irá me ver em muitas golas altas ano que vem. 

 

Em “Anyone But You” foi bem engraçado, porque muitas vezes eu chegava ao meu trailer e a única peça de roupa era apenas uma meia em um cabide. Esse era meu guarda roupa para o dia. Você vai ver muito de mim no filme, e muito disso para efeitos de comédia. Mas, idealmente, quando eu for ao departamento de figurinos, eu vou pedir um pouco mais de tecido e material do que recebi nesse filme. 

 

Você está tipo, Eu preciso de um terno completo. Me coloque no máximo de moletons que você puder.

 

Posso apenas vestir calças, por favor? Estou pronto para uma nova fase de roupas. Porque também é legal poder comer no set. Em “Anyone But You” eu ficava pensando, “Ok, preciso tirar minha camisa de novo amanhã. Sem macarrão hoje.”

 

Para todos os diretores de elenco lendo isso, deixem o Glen comer macarrão. Por favor. 

 

Tipo, um Glen Powell mais cheinho, fora de forma, pronto para comer, está olhando para um buffet. Vamos começar com essa introdução de personagem. 

 

Quando você se sente mais sexy? 

 

No domingo, assistindo esportes na minha casa com meus amigos, onde sou o anfitrião, torcendo pelo time que amo. Quando sou o anfitrião para outras pessoas e posso oferecer uma experiência, eu acho que esse é um dos meus pontos fortes. Isso me enche de vida e me faz sentir um pouco sexy. Meu melhor atributo é unir as pessoas. 

 

Qual é a sua versão de um encontro perfeito? Você é um cara de atividades? Um cara de sair para jantar, ir ao cinema? Me diga.

 

Eu geralmente sou um cara de atividades, e às vezes levo isso longe demais. Tipo, meu hobby é aviação. Se fosse helicópteros ou aviões ou paraquedismo ou o que seja, eu posso exagerar um pouco. Eu, na verdade, estou tentando fazer um trabalho melhor nessa nova fase da minha vida e ser o mais simples possível num primeiro encontro, porque é realmente só sobre a pessoa. Não é sobre os exageros. Não é sobre as atividades. Estou tentando dizer “ok, qual é a situação mais simples de um jantar onde você pode realmente se conectar com a pessoa. 

 

É muito bom ir a um primeiro encontro particular e dar à pessoa menos variáveis para lidar, para que eles possam ser apenas eles mesmos. 

 

Exatamente. Eu tento às vezes apenas jogar as pessoas no meio de situações divertidas e apenas ver o que acontece. Mas eu sei agora o tipo de pessoa que posso ser um parceiro seguindo em frente com essa coisa. E não vou achar isso com uma atividade. Você vai encontrar isso ao conhecer a história e o coração de alguém. 

 

E, eventualmente, essa pessoa poderá fazer todas as coisas loucas e divertidas com você. Mas no começo é bom ir devagar.

 

Sim. E são nesses momentos quietos onde alguém pode se sentir à vontade para ser ela mesma e falar sobre si mesma que você vai saber como navegar as coisas loucas.

 

Eu sou um estudante da indústria do entretenimento há muito tempo, mas eu nunca fui realmente um estudante do amor nessa indústria. Estou começando a olhar e tentar entender o que faz o amor sobreviver a essa indústria. É difícil, e são poucas pessoas que fazem dar certo e mesmo para as pessoas que você acha que pode dar, às vezes falha. Estou tentando ter o que meus pais têm. 

 

O que você descobriu sobre fazer isso funcionar? 

 

Eu acho que é sobre respeito mútuo, confiança mútua, e tendo uma comunicação que navega por todas as incertezas. Eu nem posso começar a te contar sobre a quantidade de coisas que são me oferecidas em um dia que faria a maior parte das garotas enlouquecerem. Enquanto tento seguir em frente, estou tipo, “Ok, o que é necessário e o que não é? E como posso comunicar com uma parceira para que todos sintam que conhecem o jogo?” Porque, no final do dia, Hollywood é um jogo. Mas você quer ser respeitoso e escutar sua parceira. Ainda estou aprendendo a como ser um grande companheiro. Ainda estou aprendendo muitas coisas. 

 

O aprendizado nunca acaba, na minha opinião. Qual é o melhor conselho que você já recebeu sobre amor?

 

O melhor conselho sobre amor que recebi foi dos meus pais. Eles disseram para me apaixonar por alguém com um senso de humor. A vida vai te mandar várias coisas difíceis e, desde que você consiga rir, vai ficar bem. 

 

Especialmente porque a vida é naturalmente engraçada. A vida é ridícula. 

 

Essa foi uma das melhores habilidades que minha família me ensinou, especialmente me mudando para LA e perseguindo uma carreira na qual muitas pessoas jogam pedras em você e as pessoas podem ser muito maldosas. Isso não foi feito para todo mundo, mas o fato de que tenho um senso de humor mesmo quando as coisas ficam doidas é honestamente a melhor arma que poderia ter no meu arsenal. 

 

Estamos muito perto do fim do nosso tempo, mas vou terminar com uma pergunta um pouco menos séria que o significado do amor. Foder, casar ou matar: um martini, uma taça de vinho e uma cerveja. 

 

Você tem que foder o martini. É um drink sexy. É por isso que ele está implorando. Eu acho que você casa com a taça de vinho. Sou um grande fã de vinho. Compartilhar uma taça de vinho com alguém parece algo mais sério. E matar a cerveja, confie em mim, é isso que você faz no Texas. Você mata o copo de cerveja.  

 

Eu aprecio essa resposta. Então, nesse cenário, você ganha todos eles e não precisou matar nenhum. 

 

Exatamente. Você está apenas muito bêbado no final do dia. É isso que estamos fazendo.